A origem do brasão da Rússia

1520628_389328991226351_5886808304830850113_nÉ curioso o fato de que os eurasianos questionem a versão geral da origem do brasão da Rússia. É que a águia bicéfala aparece nas moedas da Horda de Ouro já no século XIII – deste jeito o símbolo pode ter passado para a Rússia através dos mongóis no século XIII e não dos bizantinos no século XV (como acham os historiadores convencionais). É possível que os mongóis tenham obtido este símbolo do Império Bizantino, assim como também é verosímil que o símbolo seja originalmente os mongóis.

Contudo faria sentido que na época da queda simultânea de Constantinopla e da Horda de Ouro o governador da Rússia Ivã III se aproveitasse da situação e oficialmente pegasse o “bastão” da águia bicéfala dos bizantinos, formulando de tal jeito a ideia da Rússia como Terceira Roma, herdeira da Roma e de Constantinopla. A Turquia naquele tempo recebeu dos bizantinos sua lua e estrela (que foram o brasão de Constantinopla).

As primeiras imagens da águia bicéfala vêm do 3º milênio a.C. nas terras do Império Hitita. Há registros mostrando que os hunos também usavam a águia bicéfala em suas bandeiras (séculos II-V).